Uma estratégia para se esconder


Desde domingo algumas pessoas acharam estranho que as redes sociais oficiais do Governo e de alguns membros do governo pararam de publicar fotos e vídeos sobre ações de governo. Tudo por conta de uma determinação da Procuradoria Geral do Estado que veta, proíbe e não permite que agentes públicos demonstrem sua opinião sobre a campanha eleitoral.
No fundo alguns do meio político anunciam que é uma estratégia combinando internamente para que os membros do Governo do Estado não publiquem mensagens de apoio ao Senador Renan Calheiros, pouco querido entre assessores e subalternos do Governador Renan Filho.
Com a ‘proibição’ muitos se escondem atrás dessa determinação para justificar o ‘não apoio’ ao Senador que é o principal responsável do Governo atual ser administrado por Renan Filho.
Traições à parte Renan não se manifestou.
Servidores comissionados do Palácio já sofreram em 2016 quando corneteiros andavam com uma prancheta e lista de carros com placa pra colocar adesivo do então candidato do PMDB a prefeito de Maceió Cícero Almeida. Após o escândalo agora vem o remédio para curar esse mal que estava para acontecer novamente.
O duro golpe virá após às urnas abrirem em outubro.
Ou seja porque os servidores de RF não votam nos Renan’s. Ou seja porque os Renans vão mudar a turma tucana que ainda habita o Palácio.