PROS repudia tentativa anti-democrática da inclusão do partido em ata do MDB



No dia de hoje, a direção estadual do PROS foi surpreendida pelo fato da legenda ser citada na ata de convenção do MDB. A EXECUTIVA ESTADUAL do PROS de Alagoas nunca autorizou esta inclusão, pois sequer houve diálogos com o MDB.

Como é conhecido, inclusive fato divulgado amplamente pela mídia, o PROS sempre fez oposição ao atual governo Renan Filho, dialogando com legendas que também se encontram nesse campo político, e NUNCA autorizou que a sigla fosse incluída em uma coligação encabeçada pelo MDB.



De forma antidemocrática, e desrespeitando decisões colegiadas da Executiva estadual de outro partido, o MDB tenta, no tapetão, inviabilizar um partido de oposição. Fica parecendo que se encontra em curso um golpe para, como se coloca no jargão político, “tentar tomar o partido por cima”.

Enquanto presidente estadual do PROS e deputado estadual, Bruno Toledo sempre fez uma oposição ao governo Renan Filho que é pública e notória. Todavia, pautada pela honestidade e respeito ao pensamento divergente e à democracia. Quem não entende o valor da democracia e da liberdade, sempre tenta atuar pelos corredores, pelo “tapetão político”, tentando eliminar adversários na surdina, fraudando assim o processo democrático legítimo.

No domingo, dia 05, na convenção estadual, o PROS definiu sua coligação. Consta em na ata entregue à Justiça Eleitoral o seguinte: ““Este partido se coligará com PTC, PSDB, PP, Democratas, PSB, PRB e PSC”. É a decisão tomada pelo colegiado do PROS e não apenas pelo deputado estadual Bruno Toledo.

O presidente estadual do partido esclarece a todos os filiados que as decisões tomadas em convenção partidária estão mantidas e nunca houve qualquer mudança ou cogitações nesse sentido.

Por fim, reiteramos: repudiamos toda tentativa autoritária de interferência indevida no PROS de Alagoas.